Guarda Municipal de Praia Grande passa a usar aplicativo para registro de ocorrências

FONTE: DIÁRIO DO LITORAL


A Guarda Civil Municipal (GCM) de Praia Grande passará a usar um aplicativo para o registro das ocorrências atendidas pelas equipes, dando mais agilidade e precisão ao trabalho realizado pela corporação. A previsão é que o recurso esteja em uso a partir de fevereiro.

Os equipamentos já foram adquiridos e testados. Os guardas passaram por capacitação para a utilização do programa que, além de registrar os dados da ocorrência, permite a gravação das informações para a criação de uma espécie de banco de dados. Além disso, é possível encaminhar todas as informações geradas no BO eletrônico diretamente ao Centro Integrado de Comando e Operações Especiais (Cicoe).


De acordo com o inspetor-chefe do Departamento de Planejamento e Tecnologia da Secretaria de Assuntos de Segurança (Seasp), Marco Alves dos Santos, o aplicativo vai permitir que os boletins de ocorrência da corporação sejam gerados totalmente de forma digital, economizando papel e, principalmente, otimizando o serviço dos guardas. “O programa conta com uma sequência de campos a ser preenchida pelo guarda, de forma sistêmica, diminuindo a chance de eventuais erros, por exemplo”.


Ao todo, foram adquiridos 93 celulares aptos a contarem com o aplicativo. Além disso, é possível converter áudio em texto e inserir imagens, como fotos e vídeos, deixando a ocorrência completa. Outra vantagem é que os dados podem ser preenchidos mesmo offline.

O inspetor-chefe explica ainda que a aplicativo faz parte de um “pacote tecnológico”, elaborado ao longo de dois anos pelos setores de tecnologia da Prefeitura até que a integração pudesse ser a mais abrangente possível.


Integra o sistema ainda o monitoramento veicular, que consiste em três câmeras instaladas em todas as viaturas da corporação, permitindo a gravação de imagens internas e externas, que podem ser transmitidas em tempo real também ao Cicoe. É possível armazenar 30 dias de gravação e o sistema conta ainda com uma caixa-preta, que protege as últimas oito horas de gravação. Pelas câmeras, será possível também que o Cicoe se comunique com as equipes de rua.


O pacote fica completo com as “bodycam”, ou câmeras de corpo, que são equipamentos portáteis presos à farda dos guardas. Por enquanto, foram adquiridas por meio de licitação 10 câmeras que também transmitem imagens em tempo real, além do recurso de gravação de imagem e voz e acesso ao GPS. Assim como os outros sistemas, essas câmeras também serão acessadas pelo Cicoe. De acordo com Marco Alves, a princípio esses equipamentos serão utilizados pelas equipes que não utilizam as viaturas convencionais, como motos, carros elétricos, além das patrulhas a pé.


Para o secretário de Assuntos de Segurança Pública de Praia Grande, Maurício Vieira Izumi, este pacote de recursos faz do parque tecnológico da Cidade o mais completo da região. “A ideia é que tudo seja transmitido ao Cicoe, otimizando os atendimentos, os direcionamentos das equipes e o desfecho das ocorrências. Isso melhora também outra prioridade nossa que é a integração com outras forças, como Polícia Militar, Polícia Civil e Trânsito. A consequência será um melhor planejamento das ações e ainda mais redução nos índices criminais”.


A Guarda Civil Municipal de Praia Grande é considerada referência na região e, atualmente, conta com um efetivo de 401 integrantes, entre homens e mulheres totalmente preparados para o patrulhamento preventivo e ostensivo.


Leia mais em: https://www.diariodolitoral.com.br/cotidiano/guarda-municipal-de-praia-grande-passa-a-usar-aplicativo-para-registro/141905/


Foto: Divulgação/PMPG

7 visualizações0 comentário