Santos reduz consumo e deixa de gastar mais de R$ 2 milhões em água nos equipamentos públicos


Foto: Divulgação


O consumo mensal de água nos equipamentos municipais de Santos teve redução de 30% na comparação entre 2017 e 2020, o que representou economia superior a R$ 2 milhões nos três anos. Neste período, com a implementação do Programa de Uso Racional da Água (Pura), da Sabesp, a Administração Municipal já economizou mais de 160 milhões de litros de água, o que equivale a 68 piscinas olímpicas iguais à do Complexo Esportivo Rebouças, localizado na Ponta da Praia.


Segundo dados da Seção de Gestão de Contratos de Concessionárias (Segecoc), da Secretaria de Gestão (Seges), em 2017, os prédios e equipamentos municipais consumiam mensalmente 44 milhões de litros de água. Em 2020, o gasto foi reduzido a 30,622 milhões de litros. A conta de água, que custava R$ 775.989 mensais, passou a R$ 608.218,00, economia de quase 168 mil.

Entre 2017 e 2018, a redução no consumo foi de 32,2m³, queda de 6%. Seguida pela diminuição de 3% em 2019, que economizou 15,8m³, comparado ao ano anterior. Devido à pandemia, a queda foi ainda mais expressiva em 2020: 23%, o que equivale a 112,9m³ que deixaram de ser gastos.


RETORNO ÀS ATIVIDADES

Com as atividades voltando ao normal em 2021, o consumo até maio deste ano já subiu 15% em relação ao mesmo período do ano passado. Até o momento, 24,4m³ a mais foram gastos pelos equipamentos municipais. Contudo, o empenho na redução de consumo de água permanece com resultado positivo.


"Com medidas para evitar o desperdício, correção de vazamentos nas unidades, orientação adequada e uma maior conscientização de todos quanto à sustentabilidade, já obtínhamos uma economia financeira e, sobretudo, ambiental considerável mesmo antes da pandemia. Com a paralisação das atividades durante esse período pandêmico, logicamente, essa queda foi muito mais acentuada, mas não deixamos de lado as medidas já adotadas", explica o coordenador administrativo do Departamento de Administração e Transportes, Diego São Pedro.

PROGRAMA

A Prefeitura aderiu ao Pura em 5 de fevereiro de 2016. O programa da Sabesp prevê benefícios como o desconto de 25% na conta de água em troca da implementação de ações de combate ao desperdício e redução de consumo nos prédios e equipamentos públicos.


A Sabesp visita os locais onde deve haver redução de consumo e faz um plano de mudanças, incluindo pesquisa e correção de vazamentos, programas de educação ambiental, relatórios do consumo e troca de equipamentos comuns por outros de baixo consumo como bacias sanitárias, válvulas de fechamento automático para chuveiros, torneiras e mictórios, por exemplo.


Em Santos, na primeira etapa do programa, dez equipamentos públicos passaram por medição e gestores de cada uma das unidades foram indicados para apontar possíveis desperdícios devido a vazamentos ou a excesso de vazão em torneiras. Foram providenciados consertos e adaptações.


Periodicamente, palestras de conscientização começaram a ser feitas com os servidores públicos, enquanto restritores de vazão foram sendo instalados no Paço Municipal, escolas, hospitais e outros locais com grande consumo.


Consumo mensal de água nos equipamentos municipais em m3 (metros cúbicos)

ANO VOLUME

2017 44,036

2018 41,349

2019 40,031

2020 30,622

2021 35,504

Consumo mensal de água nos equipamentos municipais em dinheiro

ANO VALOR

2017 R$775.989,00

2018 R$795.663,00

2019 R$773.228,00

2020 R$608.218,00

2021 R$695.752,00


Fonte: Prefeitura de Santos